A diversidade dentro do seu cérebro

Você provavelmente sabe que o seu cérebro é formado por milhões e milhões de neurônios. Os neurônios são um dos tipos celulares do cérebro e são eles que transmitem a informação de uma parte para a outra do cérebro e também para todo o corpo. O que é interessante é que não existe somente um tipo de neurônio na sua cabeça.

Eu tenho estudado diferentes tipos de neurônios para entender quais deles são sensíveis ao etanol (o álcool que bebemos). Com técnicas científicas de imunohistoquímica de fluorescência, nós cientistas podemos enxergar as células no tecido. Utilizamos marcadores fluorescentes para marcar diferentes moléculas que são específicas para um ou outro neurônio. Continuar lendo “A diversidade dentro do seu cérebro”

Fontes científicas são trabalhos científicos.

ImprimirEu tenho me apaixonado e me envolvido cada vez mais com divulgação científica. Não só aquela divulgação entre os cientistas mas a divulgação da ciência para a população leiga. Não há dúvidas que a divulgação científica é uma maneira crucial para a interação dos cientistas com a população, na medida que transforma a linguagem científica em uma linguagem mais popular e acessível. Apesar de ser óbvia a importância da divulgação científica, ela ainda é incipiente no Brasil.

O Leandro, um leitor aqui do blog, comentou uma vez em algum post: “Poucos são os que tem acesso à divulgação científica e os que tem, muitas vezes não a entendem.“.

Eu poderia decorrer páginas e páginas de opinião sobre esse seu ótimo comentário Leandro. Vou tentar resumir algumas das minhas ideias e dar algumas dicas de busca de informação científica relevante.

Continuar lendo “Fontes científicas são trabalhos científicos.”

TimTim vídeo: A Ciência brasileira corre grave perigo

screenshot

O desenvolvimento econômico de um país depende de inovação e é a ciência que faz evoluir os produtos e agrega valor. Com o atual corte do governo brasileiro de 44% do investimento em ciência, o Brasil pode matar a própria ciência.  Continuar lendo “TimTim vídeo: A Ciência brasileira corre grave perigo”

Meu primeiro concurso para docente…

prof1Oi pessoal! Espero que não tenham me esquecido. Passei uma temporada entre organizar minha vida antes de sair de férias, prestar o meu primeiro concurso para o cargo de docente em uma universidade pública, curtir minhas férias regada a família, amigos, carnaval e praia, voltar para casa, reorganizar a vida em casa e no trabalho, reorganizar a mala para viajar para um congresso científico, dar palestra, apresentar poster e assim continuar minha vida acelerada. Por tudo isso demorei tanto tempo.

Já perdi a conta de quantas vezes contei a história do concurso. Daqui para frente vou pedir para vir ler o texto do TimTim. 🙂

Continuar lendo “Meu primeiro concurso para docente…”

TimTim vídeo: LSD, alucinando na bicicleta

screenshot

Ácido Lisérgico Dietilamida (LSD) ou doce ou ácido é uma droga psicodélica produzida por um fungo. Ela também pode ser artificialmente produzida em laboratório. É uma droga consumida em festas em forma de pequenas quadrados de material absorvente. As pessoas usam essa droga de forma recreativa buscando o efeito de alucinação. No entanto, também existem indicações médicas para o uso dessa substância.

Continuar lendo “TimTim vídeo: LSD, alucinando na bicicleta”

A evolução está selecionando os ignorantes

Antes de mais nada já digo que vou fugir do tema principal do TimTim online: a Neurociência. Aconteceu que esses dias vi uma notícia que me desesperou. Enquanto eu assistia com náusea e angústia a cerimônia da posse de Donald Trump, vi um trabalho científico que apresentou evidências de que a evolução está selecionando genes associados à menor conquista educacional. Calma, vou explicar.

13653345_2059389684286404_3790484992124808429_o

Continuar lendo “A evolução está selecionando os ignorantes”

Um novo modelo de financiamento da ciência.

downloadEstou naquela fase da vida acadêmica que já ficamos bem perto da promissora posição de pesquisador chefe de um grupo independente. No Brasil é aquela fase que tentamos prestar concursos. Confesso que o meu desânimo considerando o cenário atual científico do Brasil é infinito, mas esse desânimo deixarei para um próximo texto de desabafo.

A questão é que diferente dos meus anos de mestrado ou início do doutorado, já tenho uma visão muito menos romântica da ciência da forma como ela é feita atualmente. Tenho mais críticas do que elogios ao sistema atual de se fazer ciência e considero que o método de financiamento e avaliação das universidades, institutos e cientistas são cruéis e vai contra o desenvolvimento de uma ciência de alta qualidade. No entanto, tenho observado algumas mudanças drásticas no método de financiamento que talvez venham para dar uma nova guinada na maneira como a ciência é feita. Não sei se vem para salvar ou melhorar, mas pelo menos vem para mudar.

Continuar lendo “Um novo modelo de financiamento da ciência.”